Évora tem uma nova Biblioteca no Bairro da Horta das Figueiras

Durante a tarde do dia 24 de Janeiro foi inaugurado o Pólo de Leitura Pública da Horta das Figueiras. Este espaço resultou da parceria entre a União das Freguesias de Malagueira e Horta das Figueiras e a Biblioteca Pública de Évora.

O Bairro da Horta das Figueiras entardeceu animado quando o Grupo SevenDixie começou a tocar. Partindo do edifício da União das Freguesias, e percorrendo as ruas do bairro, foram despertando a atenção das gentes que vinham às janelas e que saíam de casa para os acompanhar e engrossar o grupo que os seguia. Foi assim que começou a sessão de inauguração do Pólo de Leitura Pública do Bairro da Horta das Figueiras.

Regressados ao edifício da Junta, já dezenas aguardavam a chegada do agrupamento musical para poderem ver a instalação artística levada a cabo por Joana Gancho. A artista plástica logrou encontrar e reencontrar novas formas para os livros que reutilizou e que serviram de suporte para a obra que está exposta na entrada das instalações da União das Freguesias de Malagueira e Horta das Figueiras.

 No interior do espaço, onde já funciona o Pólo de Leitura Pública da Horta das Figueiras, José Russo, Presidente da União das Freguesias, deu as boas-vindas a todos afirmando que aquela biblioteca simboliza “um ponto de partida para tudo o que pode acontecer à volta dos livros e da leitura.” Para o autarca o Pólo de Leitura Pública é  “um equipamento ao serviço das pessoas”, declarando que “as instalações da União das Freguesias não têm que servir só para os cidadãos virem buscar atestados de residência e licenças de canídeos.”

 Em representação da Biblioteca Pública de Évora, a instituição que assegura a parceria com a União das Freguesias, estava Zélia Parreira. A Directora da Biblioteca Pública  agradeceu publicamente a disponibilidade da autarquia em ter aberto as suas portas, permitindo à instituição que dirige aproximar-se das populações.

 Também o Vereador da Cultura usou da palavra referindo que este tipo de acontecimentos manifestam a vontade das instituições olharem em frente, significando uma nova forma de estar que atravessa todo o concelho de Évora. Para Eduardo Luciano aquela inauguração representa o sinal de novos tempos onde se pretende fazer chegar a cultura a toda a população.

 Assinado o Protocolo entre as duas instituições que asseguram a existência do Pólo de Leitura Pública foi a vez de Susana Coelho animar o auditório. Entre poesia e contos, maiores e mais pequenos ficaram rendidos.

 A partir de agora Évora dispõe de mais um espaço de cultura e de cidadania. Além dos livros do Pólo de Leitura todos os utilizadores terão acesso ao acervo da Biblioteca Pública de Évora no próprio espaço da Freguesia. De Janeiro a Março várias atividades de animação daquele espaço serão desenvolvidas pela União das Freguesias em parceria com várias instituições e agentes do concelho.

Pólo de Leitura Pública da Horta das Figueiras
     Programa

0 Comments

Leave a reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*